Amor De Dentro

Aí vai uma reflexão e uma boa dose de auto estima! Alguns de vocês já devem ter lido a versão mais curta desse desabafo no meu Instagram, mas vou compartilhar de novo aqui no meu cantinho. Esse texto é muito importante para mim, e espero que vocês também possam tirar algo de bom dele. ❤️

Amor De Dentro

Desde que me conheço por gente escuto frases como: “Você tem cara de grossa, tá se achando”, “dá um sorriso, que cara de brava, ninguém vai querer você com essa atitude”, “esconde
esse decote, seu peito é muito grande”, e nunca entendi de onde vinha esse turbilhão de julgamentos.

Com 14 anos a ansiedade e a baixa estima surgiram em minha vida. Comecei a pensar que se todo mundo me diz isso, deve ser porque realmente nasci errada. Meu cabelo não era longo o suficiente, eu não era magra o suficiente. Não era bronzeada o suficiente, não era boa em nenhum esporte. Era uma ninguém. Sempre tive amigos incríveis ao meu lado, mas dentro de mim tudo estava em conflito. Ia em festas e me sentia bem ao sair de casa, mas chegava no local e sentia como se ninguém olhasse pra mim e, se olhavam, era para me julgar. Foram inúmeras as vezes que voltei pra casa querendo chorar.

Um dia eu disse chega. Não posso dizer que foi do nada, mas aos poucos comecei a escutar menos a opinião dos outros. Comecei a fazer coisas que me trazem felicidade, a ser eu mesma. Descobri que meu corpo não tem nada que me faça ter vergonha, pelo contrário; amo meu corpo. Perdi peso sim, mas porque ganhei auto estima e a ansiedade diminuiu. Minha cara de “grossa”? Se chama amor próprio, e não tenho medo de mostrar que tenho. Se alguém alguma vez se sentiu ameaçado pelo meu jeito de ser, quem tem problemas são eles, não eu.

Amor próprio é algo que todos deveriam ter, sem medo ou receio algum. Se você tá afim de postar uma foto mas tem medo do que os outros vão pensar, quer colocar uma roupa nova, maquiagem que comprou mas tem medo dos julgamentos da sociedade, se olhe no espelho e pergunte pra si mesmo se você está feliz. Porque é só isso que importa.

Se alguém algum dia vier dizer pra você que deve que mostrar menos, ser menos, nunca deixe que isso lhe afete. Seja quem você quiser e o quanto quiser. Se você tá lendo isso e já se sentiu assim algum dia na vida, pode ter certeza que não houve uma pessoa nesse mundo que já não se sentiu igual. A sociedade em que vivemos é cruel. Se você não tem com quem conversar, eu estou aqui. E não é porque perdi peso que “fiquei” bonita; sempre fui. Só que a sociedade nunca me deixou ver.

Não quero parecer clichê, mas o amor mais importante que existe é o amor próprio. É só se amando que você vai poder amar o próximo e ser amado também. Eu ainda tenho meus dias de baixa estima e de receio, mas luto constantemente contra isso. Se o amor vem de dentro, é difícil que algo de fora atrapalhe.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s